Category: Notícias

A IMPORTÂNCIA DA FOLIA DE REIS EM MUQUI – 73 ANOS DE HISTÓRIA E TRADIÇÃO

Começamos essa história voltando no tempo até 1950 – antes mesmo
disto, sendo sinceros. Mas mil novecentos e cinquenta é nosso ponto de
partida para esta jornada, pois marca a data do primeiro Torneio de Folia de
Reis promovido em Muqui.

O festival é de cunho religioso católico, acontecendo geralmente entre
24 de dezembro e 06 de janeiro (Dia de Reis ou Dia dos três Reis Magos),
recontando o caminho dos três Reis Magos – Gaspar, Baltazar e Melchior –
indo ao encontro do menino Jesus para celebrar seu nascimento. Tocando
musicas típicas, dançando e cantando, um grupo de Folia é formado por um
mestre, um contramestre, os três Reis Magos, os palhaços, os alfeires e os
foliões. As roupas são coloridas e as mascarás de Palhaças feitas com pele de
animais, mais comumente de carneiro ou cabra. Quanto mais assustadora e
grotesca a mascará, melhor, dado que o Palhaço é a representação do mal
seguindo a reisada em seu caminho. De origem europeia, a festa veio para o
Brasil junto com os imigrantes portugueses e espanhóis.

As Folias de Reis já eram algo presente na região de Muqui mesmo
antes da década de 50. Existem registros das folias já alegrando a região
desde antes de 1897, mas é apenas em 1950 que Dr. Dirceu Cardoso, então
prefeito da cidade desde 1947 e apaixonado pela tradição, criou o Concurso de
Folias de Reis em Muqui. Em 1955 comparecem as festividades a Comissão
de Folclore Estadual, a época sob presidência de Dr. Guilherme Santos Neves,
e levam duas mascaras de palhaço para serem expostas no acervo do Museu
de Folclore Nacional. No ano seguinte, o folclorista e fotografo francês Marcel
Gautherot registra fotos exclusivas da Competição, levando consigo, ainda,
duas mascarás do famoso Palhaço Chiquinho para o Museu do Homem, em
Paris.

Desde então, a tradição de encontros de foliões em Muqui permaneceu
viva todos os anos, sem se deixar abalar. Segundo a Comissão de Folclore
Estadual, este é considerado o encontro de folias mais consistente e antigo do
Brasil, realizado anualmente sem interrupções. Com o tempo, a Competição
Regional passou a Encontro Nacional, chegando a receber 100 grupos de Folia
em 2008. Durante as restrições de distanciamento impostas pelo COVID-19
nos anos de 2020 e 2021, o Encontro foi feito de forma digital, com a produção
de 15 documentários sobre folias de reis, transição ao vivo e painéis
acadêmicos online. Em 2023 o encontro foi registrado e transformado em um
documentário de 55 minutos, bem como uma curta metragem. Esses materiais
estão disponíveis na pagina do YouTube da Prefeitura de Muqui.

 

Texto por: Roberta Braga de O Formal.

Estagiaria da Secretaria de Turismo e Cultura.
Historiadora e pós-graduanda em Antropologia.

 

 

Bibliografia:
MENDONÇA, Paulo Henriques de. Muqui – cidade menina. 1850-1989.
1ª edição, 1989, Edição do Autor, ES.
LOURENÇO, Sandra M. Cirillo. Muqui e sua história – um museu a
livro aberto. 1ª edição, 2017, Editora Vitoria, ES.
RAMBALDUCCI, Ney Costa. Muqui, passado de gloria futuro de
esperança. 2ª edição, rev. e atualizada, 2013, Edição do Autor, ES.

 

Fotos: Wander L. Polati

 

Read More

CONHECENDO UM POUCO MAIS DO CARNAVAL FOLCLÓRICO DE MUQUI – ES

Carnaval do Boi Pintadinho em
Muqui

Nossa cidade, jovial em seus festejos desde o inicio de nossa história,
não teve o famoso Carnaval Folclórico do Boi Pintadinho desde sempre.
Inicialmente nosso município celebrava com os clássicos blocos de carnaval,
ainda presentes nos “esquentas” carnavalescos muquienses, e o desfile nas
ruas eram feitos pelos carros alegóricos e cortejo das flores, com batalhas de
confetes e lança perfume no Jardim Municipal. (ref. Lourenço – Muqui e sua
história, 2018).
A brincadeira de Bumba meu Boi no Brasil já alegrava a população
desde o sec. XIX, principalmente no norte do país, mas a tradição mudou muito
até se tornar a batida de carnaval característica das noites de Muqui. O festejo
já ocorria na cidade desde meados de 1940, mas eram restritas as
comunidades rurais e seguia as Folias de Reis nas noites de natal e do mês de
janeiro. É na década de 70 que o Boi Pintadinho desce para as ruas, com o Boi
do Bijoca começando a participar do Carnaval da cidade.
Encontramos, nos arquivos do jornal O Muquiense do ano de 1974, o
anuncio da “tradicional participação do Boi Pintadinho e suas mulinhas” no
carnaval de rua, sendo essa considerada até o momento a primeira referencia
a tradição carnavalesca da cidade em jornal documentado.
O Boi do Bijoca, embora não o primeiro boi pintadinho da cidade é o
primeiro a introduzir o costume no carnaval, dando inicio a uma tradição
histórica que hoje se consolida como o Carnaval Folclórico do Boi Pintadinho
de Muqui. Ainda assim, na época os carnavais de salão eram o que
dominavam a cidade, bem como o carnaval de Ranchos, que seguiram como
cargo chefe do município até a década de 80.
É só ai, já para meados de 1990, que o Boi Pintadinho se torna o
fenômeno que temos atualmente. O costume se estabeleceu durante anos de
vivencia no dia a dia muquiense, até se tornar algo intrínseco na vida de nosso
município. Hoje, a cidade conta com 22 grupos de Bois Pintadinhos, sendo dois

deles Vacas – incluindo a Vaca Mocha, bloco composto apenas por mulheres –
e Bois Mirins voltados para o publico infantil. Os Jaguarás também são entes
que constante estão presentes no carnaval do Município.

Texto por: Roberta Braga de O Formal.
Estagiaria da Secretária de Turismo e Cultura.
Historiadora e pós-graduanda em Antropologia.
Acesso: Prefeitura de Muqui.

 

Bibliografia:
MENDONÇA, Paulo Henriques de. Muqui – cidade menina. 1850-1989.
1ª edição, 1989, Edição do Autor, ES.
LOURENÇO, Sandra M. Cirillo. Muqui e sua história – um museu a
livro aberto. 1ª edição, 2018, Editora Vitoria, ES.
RAMBALDUCCI, Ney Costa. Muqui, passado de gloria futuro de
esperança. 2ª edição, rev. e atualizada, 2013, Edição do Autor, ES.
Acervo “O Muquience”, Secretaria de Cultura e Turismo de Muqui.

 

Fotos: Wander L. Polati

 

Read More

MUNICÍPIO DE MUQUI ENTREGA EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS E SEMENTES DE MILHO CRIOULO PARA ASSENTAMENTOS E ASSOCIAÇÕES RURAIS

Entrega de Equipamentos Agrícolas e Sementes Crioulas de Milho

Aconteceu nesta Quarta-feira (13/09), no Município de Muqui a entrega de Equipamentos Agrícolas para Associações Comunitárias de Moradores e Assentamentos.

Nesta oportunidade, estiveram presentes na solenidade, o Prefeito Municipal de Muqui, Srº Hélio Carlos Ribeiro Cândido “Cacalo”, Vice Prefeito de Muqui, Srº Antônio Bernabé, Secretário Municipal de Agricultura, Srº Carlos Elias Mendonça “Cacai”, Vereadores do Município de Muqui, Srº Tadeu Custódio, Srº Carlos Henrique Luparelli, Srº José Antônio Mendonça “Beré”, Srº José Martins Filho “Zinho”, Subsecretário de Estado da Agricultura Familiar, Srº Rogério Favoretti, Assessor da Deputada Estadual Iriny Lopes, Srº Fábio Veiga, Presidente da Cooperativa de Cafeicultores do Município de Muqui, Srº Renato Theodoro Alvarenga, Presidentes de Associações de Moradores, Servidores do Município de Muqui e comunidade em geral.

Dos equipamentos entregues: Um Conjunto de Secador e Máquina de Pilar Café, para a Taquaral no valor de R$113 mil, duas Máquinas de Pilar Café, para as comunidades de Alto Cravo (01 unidade) e Chapada da Serra (01 unidade), no valor de R$70 mil cada, três Secadores de Café, para São Domingos (01 unidade), Babilônia e adjacências (01 unidade) e Mundo Novo (01 unidade), no valor de R$ 43.600 mil cada, e uma grade, uma batedeira e um arado, para o Assentamento 17 de abril no valor de R$ 44.911 mil. Com total das entregas no valor de R$ 429.311 mil reais.

Na oportunidade, foram entregues as Sementes de Milho Crioulo, no total de 1600kg, para Assentamentos da Reforma Agrária e Associações Comunitárias Rurais.

Os Assentamentos da Reforma Agrária:

  • 17 de abril, Monte Alegre, Sempre Viva

E as Associações Comunitárias de Moradores:

  • São Luís, Desengano, São Domingos, Alto Cravo, Santa Rita, Floresta

Alguns agricultores individuais do município de Muqui, também receberam as sementes Crioulas de milho em suas três variedades: fortaleza, aliança 01 e aliança 02. Os agricultores que receberam das sementes, se comprometem a devolver na colheita do ano seguinte (2024), o dobro do peso recebido neste ano em grãos. Essa devolução será utilizada para a produção de fubás, que serão entregues para entidades e escolas municipais.

 

Read More

Iª CONFERÊNCIA INTERMUNICIPAL DE CULTURA 2023

Os Municípios de Muqui, Jerônimo Monteiro e Mimoso do Sul convocam os fazedores culturais de seus territórios para a 1ª Conferência Intermunicipal de Cultura, a realizar-se no dia 11 de setembro de 2023, segunda-feira, das 18h às 22h, na Câmara Municipal de Muqui sob o tema: “Cultura: Direito e Interiorização”. Essa é uma ação inédita de integração regional que contará com a participação de Prefeitos, Secretários Municipais de Cultura, Conselhos Municipais de Cultura e demais autoridades. As Conferências Municipais preparam os segmentos culturais em todo o Brasil para  a 4ª Conferência Nacional de Cultura, que acontecerá de 4 a 8 de Março de 2024 em Brasília.

Os interessados devem fazer a inscrição pelo link https://forms.gle/nFj5ar2f6aJdpUf5A

Da 1ª Conferência Intermunicipal de Cultura de Muqui, Jerônimo Monteiro e Mimoso do Sul, serão eleitos delegados que representarão os Municípios na etapa Estadual.

Confira aqui: Decreto Muqui (1)

Confira aqui: Ata da 1ª Conferência Intermunicipal de Cultura de Muqui, Mimoso e Jerônimo Monteiro – 2023

 

 

Read More

I SEMINÁRIO DE PREVENÇÃO E ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

O Município de Muqui, através da Secretaria de Assistência Social juntamente com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS e o Conselho Municipal de Assistência Social, realizou nesta segunda-feira (28/08), no auditório do CREAS, o 1º Seminário de Prevenção e Enfrentamento a Violência Contra a Mulher, em Alusão ao Agosto Lilás, com o tema: “Violência Contra a Mulher não tem desculpa: O papel da rede no enfrentamento e prevenção da violência doméstica e familiar”.

Nesta oportunidade, estiveram presentes na solenidade o Vice Prefeito de Muqui, Srº Antônio Bernabé “Toninho”, Promotor de Justiça Coordenador do Nevid Regional III Cachoeiro de Itapemirim e região, Drº Lucas Lobato La Rocca, Secretária Municipal de Assistência Social, Srª Maísa Vieira Dockhorn Fosse, Coordenadora do CREAS – MUQUI, Srª Neide Paiva, Diretor do IFES Campus Cachoeiro de Itapemirim, Srº Edson Peixoto, Coordenador do Projeto “Homem que é Homem” e Coordenador do CRAS – MUQUI, Srº Lucas Moulin, Representante do Núcleo “Margaridas” de Cachoeiro de Itapemirim, Srª Marcely Ribeiro.

Na sequência, o Promotor de Justiça, Drº Lucas Lobato La Rocca, concedeu uma importante palestra sobre “Os desafios da Intersetorialidade no enfrentamento a Violência Doméstica” momento muito importante de fala e conhecimentos sobre o tema, abrindo espaço para perguntas e trocas de conhecimentos entre as 82 pessoas presentes neste seminário.

A Mesa Redonda, foi mediada pelo Psicólogo, Srº Janderson Chaves em discursão voltada a temática do mês referente ao “Agosto Lilás”.

Além dos servidores e autoridades do Município de Muqui, estiverem presentes, representantes dos Municípios de Atílio Vivácqua, Cachoeiro de Itapemirim e Mimoso do Sul. Todos unidos em prol da Prevenção e Enfrentamento a Violência Contra a Mulher.

 

Read More

MUNICÍPIO DE MUQUI RECEBE OPERAÇÃO “SHAMAR” REALIZADA PELA POLÍCIA CÍVIL E POLÍCIA MILITAR

Operação Nacional SHAMAR fortalece o combate à violência contra a mulher

No mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher, a Polícia Civil do Estado do Espírito do Santo, por meio da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher, de forma integrada com a Polícia Militar, com apoio do Poder Executivo do Município de Muqui, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social realizou nesta quinta-feira (24/08) em Muqui, a Operação Nacional SHAMAR.

A “Operação SHAMAR” visa combater crimes de violência contra mulher no Espírito Santo e demais estados do Brasil. Em hebraico, a palavra significa “cuidar, guardar, proteger”. Após a etapa inicial, será dado início ao cumprimento dos mandados de prisão, busca e apreensão.

Em caso de suspeita ou violação dos direitos da mulher, a orientação é procurar uma delegacia de polícia especializada ou ligar para o 190 ou para a Central de Atendimento à Mulher do Ministério das Mulheres, através do 180.

No Município de Muqui, a ação da Operação SHAMAR aconteceu juntamente com a Delegacia Móvel, na Praça Salim Balmas, onde foram recebidas denúncias e também tira-dúvidas de mulheres do município sobre as diversas formas de violências contra à mulher. A ação contou com panfletagem pelas ruas do município, visitas as Escolas da Rede Municipal e Estadual e contou também com duas importantes divulgações nas Rádios; Web SEMINC (Serviços de Informação e Cultura) e na Rádio Muqui 87,9fm MHZ.

Para a Delegada Chefe da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher, Srª Claudia Dematte, esta ação reforça para todas as mulheres a importância da busca pelos direitos de Defesa e Proteção pela Lei Maria da Penha. Violência contra a Mulher, é crime, e essa situação precisa ser denunciada, para que seja revertido e extinto. Estamos nessa luta incansável em prol de todas as mulheres.

O Chefe da Diretoria dos Direitos Humanos e Coordenador da Patrulha Maria da Penha, Major Coutinho, reforça que o Programa Patrulha Maria da Penha, foi instituída em 2016 no Estado do Espírito Santo, fortalecendo nosso programa para que todas as mulheres tenham mais segurança e possam conhecer ainda mais as forças de defesas e direitos das mulheres.

Read More

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA REFORMULAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA DE MUQUI

Confira Aqui:

EDITAL_DE_CONVOCAÇÃO (1)

922 – Alteração Conselho Pessoa Idosa (1)

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa de Muqui, através do seu presidente, torna público o Edital de Convocação para reformulação de sua composição, considerando a Lei Municipal N.º 922/2023, que altera sua nomenclatura e composição. Assim sendo, para atender essa atualização, será realizada reunião de apresentação, definição de membros, posse e eleição da nova diretoria.

Pela citada Lei, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa de Muqui passa a ser composto por 12 (doze) membros, guardada paridade do Poder Público e da Sociedade Civil,

sendo estes:

I – Associação da Terceira Idade de Muqui;

II – Associação Abrigo para Idosos de Muqui “Lar Frei Pedro”;

III – Associação de Ex-Alunos do Colégio de Muqui;

IV – Segmento Religioso;

V – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Muqui;

VI – Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Muqui;

VII – Secretaria Municipal de Saúde;

VIII – Secretaria Municipal de Cultura;

IX – Secretaria Municipal de Assistência Social;

X – Secretaria Municipal de Educação;

XI – Secretaria Municipal de Administração e Finanças;

XII – Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

 

A reunião ocorrerá no dia 22 de gosto de 2023, na sede da Secretaria Municipal de Educação, situada à Rua Coronel Mateus Paiva, nº 30, bairro Centro, Muqui-ES, às 18 horas.

 

Read More

MINISTÉRIO DA CULTURA APROVA PLANO DE AÇÃO DA LEI PAULO GUSTAVO NO MUNICÍPIO DE MUQUI

Plano de Ação de Muqui é aprovado pelo Ministério da Cultura!

O Município de Muqui, através da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, informa que o Plano de Ação referente à Lei Paulo Gustavo, construído pela equipe técnica e reconhecido pelo Conselho Municipal de Políticas Culturais, foi aprovado pelo Ministério da Cultura no dia 28 de junho de 2023.

A proposta da Lei é fomentar, através de editais públicos, principalmente o audiovisual presente no Município. Mas, outras expressões artísticas também serão contempladas. O Município de Muqui promoveu amplo debate com a comunidade cultural antes de enviar a proposta para o Ministério. A Secretaria Municipal realizou consulta pública e reunião junto ao Conselho para deliberar sobre as linhas de fomento.

Em breve o recurso estará disponível nas contas específicas para posterior lançamento dos editais. Atenção, Artistas e Associações sem fins lucrativos com finalidade cultural: fiquem atentos e acompanhem as redes sociais da Prefeitura. É a Cultura movimentando a economia criativa do Maior Sítio Histórico do Espírito Santo.

 

Confira Aqui

Lei de Abertura de Crédito Especial

 

Read More

MUNICÍPIO DE MUQUI RECEBE A 7ª REUNIÃO NUPAES EM MOVIMENTO DA REGIÃO SUL DO ES

Aconteceu em Muqui, na data de ontem (03/08), a VII Reunião do NUPAES em Movimento.

O NUPAES é a instância responsável pela gestão, pelo assessoramento e pelo monitoramento das ações do Pacto nos âmbitos regional e municipal. As SREs são responsáveis por realizar ações regionalizadas em parceria com municípios, enquanto as secretarias municipais de Educação são responsáveis por realizar ações pedagógicas e de gestão educacional municipal.

É chamado como NUPAES em movimento, pois as reuniões ordinárias mensais, acontecem uma vez por ano, em um município jurisdicionado a Superintendência de Cachoeiro de Itapemirim.
Fazem parte desta regional, os municípios de Atílio Vivácqua, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Iconha, Itapemirim, Jerônimo Monteiro, Marataízes, Mimoso do Sul, Muqui, Rio Novo do Sul, Presidente Kennedy e Vargem Alta.

De um modo muito especial, neste dia (03/08), o município de Muqui, acolheu junto ao grupo, os diretores escolares destes municípios comtemplados com o Prêmio Escola que Colabora-PEC, que também faz parte do Pacto e visa incentivar as boas práticas de alfabetização nas escolas públicas do estado.

O Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes) é uma iniciativa do Governo do Estado do Espírito Santo, com o objetivo de fortalecer a aprendizagem das crianças desde a Educação Infantil até as séries finais do Ensino Fundamental, desenvolvida a partir do estabelecimento de um regime de colaboração entre o Estado e as redes municipais de ensino.

Read More

AO COMPLETAR 30 ANOS, MILHO CRIOULO VOLTA A SER POLÍTICA PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE MUQUI

Ao completar 30 anos, milho crioulo volta a ser política pública em Muqui

O resgate do milho crioulo de Muqui é uma experiência de sucesso que completa 30 anos neste 2023, com uma feliz notícia: a retomada, pela Gestão Pública do Município, do abastecimento de escolas e instituições sociais com o fubá crioulo e orgânico. A compra das sementes foi feita em setembro passado (2022), após alguns anos de hiato dessa política pública, que durante muito tempo foi fundamental para apoiar os agricultores empenhados na produção crioula da comunidade de Fortaleza.

Foi no ano de 1993 que Fortaleza implantou seu pioneiro campo comunitário de produção de sementes crioulas, por iniciativa de um grupo de jovens interessados no assunto e dois estudantes do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) que transformaram o desejo em uma pesquisa acadêmica. “A gente separava, plantava, colhia, selecionava … tudo em mutirão. E decidimos batizar a primeira variedade de milho com o nome de Fortaleza, em homenagem à nossa comunidade”, recorda Renato Bettero (Produtor Rural).

Frutos desse trabalho foi a criação de três variedades de milho crioulo: Fortaleza, Aliança 1 e Aliança 2. A variedade Fortaleza está registrada no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e as outras duas variedades estão em processo de registro.

Leia mais sobre a trajetória do “Milho Crioulo” em Muqui, CLIQUE AQUI

Read More